HACK

Benedict Evans deu esta apresentação na conferência anual de tecnologia da a16z na semana passada.

Receba os artigos da Hack por email
Seja um dos primeiros a receber nossa newsletter com o que há de mais recente e relevante sobre crescimento de negócios.
Seu email estará seguro conosco. Ele será utilizado apenas para comunicação entre a Hack e você.

Perto de três quartos de todos os adultos na Terra agora têm um smartphone, e a maior parte do restante ganhará um nos próximos anos. No entanto, o uso dessa conectividade ainda está apenas começando. O comércio eletrônico ainda é apenas uma pequena fração dos gastos de varejo, e muitas outras áreas que serão transformadas pelo software e pela internet na próxima década ou duas foram pouco exploradas. O varejo global totaliza, talvez, 25 trilhões de dólares.

Enquanto isso, como as empresas lidam cada vez mais com o software e a internet, elas o fazem de novas maneiras. Começamos com modelos que presumiam baixa penetração da internet, baixa velocidade, pouca disponibilidade do consumidor e pouco capital. Agora todos esses estão invertidos. Então, nós costumávamos fazer listagens de apartamentos e agora a Opendoor vem comprar sua casa; nós costumávamos fazer avaliações de restaurante e agora você pode obter uma refeição quente entregue à sua porta. A tecnologia está construindo diferentes tipos de negócios, e assim terá diferentes ações dessa oportunidade, mas, mais importante, mudará como essas indústrias se parecem. A Tesla não é interessante por causa do que faz à gasolina, mas por causa do que faz ao carro. O Netflix muda a TV, mas o mesmo acontece com o Twitch.

Finalmente, ao pensarmos sobre a próxima década ou duas, temos alguns novos blocos de construção fundamentais. A internet começou como uma rede aberta, “sem permissão” e descentralizada, mas depois conseguimos (e de fato precisávamos) novas redes centralizadas, e por isso passamos muito da última década falando sobre pesquisa e social. O aprendizado de máquina e a criptografia criam camadas fundamentais novas, muitas vezes descentralizadas e sem permissão, para observar o significado, a intenção e a preferência e para agregar valor a elas.

Blog do Benedict Evans do Andreessen Horowitz


Sobre o autor André Bartholomeu Fernandes rotate

Pós-graduado em Harvard e MIT, André iniciou sua carreira na internet em 2002 levando internet a mais de 4.000 cidades brasileiras com o provedor Samba. Trabalha com empresas nacionais e multinacionais levando soluções de internet focadas em resultados. Seu blog, o Jornal do Empreendedor tem mais de 200.000 leitores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Relatório

Tendências de Internet 2019

O mais importante relatório de tendências em português para você
definir suas estratégias de negócios para a retomada de crescimento do Brasil.

Baixe aqui