HACK
Voiced by Amazon Polly

Todos os grandes produtos têm um elemento mágico e entregam um valor verdadeiro. Eles proporcionam experiências altamente envolventes, que promovem o engajamento. Você está sozinho e entediado num sábado de manhã e pensando no que quer fazer. Você pondera sobre suas escolhas e, eventualmente, decide ir ver um filme no cinema. Tem o seu ator favorito que motiva você. O filme é emocionante. Enquanto você assiste ao filme, há um sentimento constante de suspense. Você está quase ficando de pé e perdeu de vista o tempo e o espaço. Esse tipo de experiência é envolvente. Ele entretém nossos sentidos e nos deixa com um sentimento especial!

Os produtos fortes proporcionam experiências muito envolventes várias vezes ao dia, fornecendo valor inerente. Quando os usuários realmente amam seu produto, eles retornam a ele com mais frequência, aumentando o número de sessões por semana (L5 + / L7 na Figura 1), gastando mais tempo com ele (tempo gasto ou TS) e se tornando usuários ativos diariamente (DAU)

Receba os artigos da Hack por email
Seja um dos primeiros a receber nossa newsletter com o que há de mais recente e relevante sobre crescimento de negócios.
Seu email estará seguro conosco. Ele será utilizado apenas para comunicação entre a Hack e você.

Esses usuários também são altamente retidos, o que aumenta a retenção de um produto (digamos, D1 e D7). E como as DAUs continuam sendo usuários ativos semanais (WAU) e usuários ativos mensais (MAU), eles também aumentam a intensidade do envolvimento de cada grupo (por exemplo, DAU / MAU e DAU / WAU). Em outras palavras, o engajamento gera aderência, o que impulsiona a retenção – e isso, por sua vez, impulsiona o crescimento.

Assim, o engajamento é necessário para alcançar tanto o crescimento sustentável quanto o ajuste real do mercado e produtos (Product-Market Fit), e fazer com que as pessoas realmente amem seu produto deve ser o objetivo da equipe de produto.

ENGAJAMENTO E TIPO DE PRODUTO

As nuances do envolvimento variam de acordo com o tipo de produto. Por exemplo, a estrutura de produção-consumo de conteúdo gerado pelo usuário (por exemplo, Facebook, Instagram, Snapchat, YouTube) é diferente daquela do conteúdo gerado profissionalmente (por exemplo, Netflix, HBO). Da mesma forma, o engajamento de mercados como eBay, Amazon e Airbnb difere do engajamento de produtos de mensagens como iMessage, WhatsApp e Facebook Messenger. A superfície de consumo (como o Feed de Notícias) e o dispositivo (Celular versus TV versus Desktop) também desempenham um papel significativo no engajamento.

Portanto, para fornecer uma orientação completa sobre como criar produtos altamente envolventes e informados com dados, planejamos fornecer estruturas para entender o envolvimento no contexto de vários tipos de produtos: Feeds de notícias, Conteúdo gerado profissionalmente, Marketplaces e Mensagens.


Este trabalho é resultado da equipe de Ciência de Dados da Sequoia Capital. Jamie Cuffe, Avanika Narayan, Chandra Narayanan, Hem Wadhar e Jenny Wang contribuíram para este post. Por favor, envie um email para [email protected] com perguntas, comentários e outros comentários.

Publicado no Medium


Sobre o autor André Bartholomeu Fernandes rotate

Pós-graduado em Harvard e MIT, André iniciou sua carreira na internet em 2002 levando internet a mais de 4.000 cidades brasileiras com o provedor Samba. Trabalha com empresas nacionais e multinacionais levando soluções de internet focadas em resultados. Seu blog, o Jornal do Empreendedor tem mais de 200.000 leitores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Relatório

Tendências do Growth Marketing para 2018

Especialistas dos EUA compartilham as tendências que dominarão 2018.

Baixe aqui